9 de dezembro de 2009















Imperceptível

Não adianta tentar me enxergar
Sou invisível
Sensível
Enxergo-me só
Distante
Imperceptível
Sou só um sonho
Meu único indivisível
Sem realidade por mais deslumbrante
Que seja a realidade
Nada tem significado
Quando a vida está por um fio
O meu desafio o tempo todo
É desafiar o meu ser a procura de ser
Nenhum momento significa tanto
Do que o momento do encontro
Da busca de mim mesmo enquanto ser
Crucifixo-me a mim mesmo
Reencarno-me naquilo que queria ser
Enxergo a mim, e a meus fantasmas
Vivo livre, mas sem ser
Angustio-me


(Emerson Moreira)

AddThis Social Bookmark Button


0 comentários: to “

 

Design by Amanda @ Blogger Buster